17 julho 2017

A diferença Invisível, de Mlle Caroline e Julie Dachez

A diferença Invisível (capa)
 A diferença invisível é uma HQ que aborda o assunto do autismo. Para ser mais específico, o espectro autista de Asperger em mulheres, o que já no início, no prefácio de Carole Tardif e Bruno Gepner, ficamos sabendo ser uma condição difícil de diagnosticar por não se manifestar da mesma forma como em homens.

Na história vamos acompanhar Marguerite, uma jovem de 27 anos que tem algumas dificuldades de relacionamento e sendo por isso considerada estranha e antissocial pelas pessoas ao redor, sendo por isso que muitas vezes ela passa por cima de si para tentar se encaixar nas expectativas alheias.

Ela ainda não sabe que tem síndrome de Asperger e, mesmo quando cogita ter, os médicos que ela frequenta lhe dizem que isso é besteira, já que pautados nas formas de manifestação da síndrome em homens. Até que ela finalmente encontra um médico que, além de ouvir o que ela tem a dizer, ainda a encaminha para uma equipe de médicos e especialistas, a fim de ser avaliada e assim saiba se tem ou não Asperger.

E, ao ser diagnosticada a vida dela muda completamente!  Isso porque agora não só ela compreende o porquê age da maneira como o faz e os motivos de sentir como se sente, além de poder dizer para as pessoas que há um motivo real para tudo isso. 

O diagnóstico a liberta da prisão do desconhecimento que só gera mais ansiedade e insegurança em si. Ela passa a se olhar como uma pessoa normal, porque ser neuroatípica é normal.

Assim Marguerite começa a trabalhar a sua condição, respeitando seus limites, se dedicando ao que lhe faz bem e falando abertamente sobre a Síndrome de Asperger em um blog que ela cria, dentre outras coisas.

No final do volume, há ainda um conjunto de informações sobre o autismo e aspies (como as pessoas com Asperger se denominam), tudo de uma forma bem didática.

Se eu gostei?

Adorei essa graphic Novel. Os traços de Julie Dachez dão uma leveza sem perder a carga emocional no desenho. O lance de só algumas coisas estarem coloridas e meio ao preto e branco e tons de cinza, dando ênfase a determinados aspectos das situações é muito legal! A forma como a história também foi roteirizada e o fato de ser algo bem didático ajudam muito a construir a empatia e as descobertas. 

Acredito que muitas pessoas, não só com Asperger, como com outras síndromes ou patologias que dificultam o convívio social se sentirão envolvidas por essa Graphic Novel, que lança um olhar sobre sujeitos que passam muitas vezes invisíveis por nossa vida.

A diferença invisível é uma publicação da Editora Nemo e tem 192 páginas.


Lembrando que você pode adquirir qualquer um desses livros ou outros por meio desse link da amazon: http://amzn.to/2kJJW4r e colaborar com uma pequena comissão para o blog.

Gostou da dica de leitura? Já leu o livro? Comenta aí embaixo e vamos conversar! 
 Não deixe de curtir a nossa página no FB e de se inscrever no nosso canal no youtube.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ronrone à vontade.