29 maio 2017

Um, dois e já, de Inés Bortagaray

Você já se pegou sentado em um carro conferindo postes? Ou placas? Ou qualquer coisa que apenas deixasse sua mente pronta para uma viagem em pensamentos distantes?

É assim que Inés Bortagaray coloca o leitor dentro de seu carro para uma viagem em família.

Um, dois e já (capa)

Pela voz da narradora—em primeira pessoa—passamos a ser o sétimo passageiro do Renault 12, muito à vontade em nosso anonimato, já que os personagens não são nomeados podemos estar lá junto com aquele pai concentrado na estrada, a mãe gentil e os quatro filhos que poderiam muito bem ser um de nossos irmãos.
Explorando nossos sentidos, a autora consegue trazer nossas memórias afetivas mais caras, como se estivéssemos lendo algo escrito por nós mesmos.


Meu irmão, que viaja do meu lado, está com certo cheiro. Não quis tomar banho antes de sair, e agora sou eu que sinto o cheiro dele. Não me incomoda. Está com cheiro de lençol.(p.11)

Com um fluxo de consciência solto, a narradora nos embala em um verdadeiro passeio devaneante: o par de sandálias de plástico que apesar de fazer os pés suarem, são lindas, os detalhes no comportamento dos irmãos ou mesmo o peixinho chamado “outro” que ficou na casa de uma amiga. Tudo isso descrito pela perspectiva delicada e infantil.
A meu lado, meu irmão diz, bem baixinho, sua dumbo vomitona, dumbo vomitona e eu grito para de me chamar de dumbo e ele continua dumbo-dumbo- dumbo, e eu choro. Mamãe suspira e diz que ela também tem orelha grande. Interrompo o choro para ver a orelha dela e percebo que está mentindo. Continuo chorando.
Por diálogos curtos Inés nos traz nossas mágoas mais bobas, puxados pela palavra entramos na mente de uma menina e voltamos à infância. Com um texto que não faz nenhum tipo de promessa ao leitor, pois o tempo da narrativa, e a edição, já nos prepara para um desfecho que vai nos deixar lá, parados dentro do carro querendo que a viagem não termine. Porque já somos irmãos daquela menina, já contamos os quilômetros de nossa vez na janela para ver os postes passando enquanto sentimos o cheiro de lençol por todo carro.


Lembrando que você pode adquirir qualquer um desses livros ou outros por meio desse link da amazon: http://amzn.to/2kJJW4r e colaborar com uma pequena comissão para o blog.

Gostou da dica de leitura? Já leu o livro? Comenta aí embaixo e vamos conversar! 
 Não deixe de curtir a nossa página no FB e de se inscrever no nosso canal no youtube

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ronrone à vontade.