19 setembro 2016

A festa de Babette, Karen Blixen

A Festa de Babette(capa, edição Cosac Naify)
Passando na Noruega, esse conto de Karen Blixen narrará a história de Babette, morando com duas irmãs solteiras, para quem ela cozinha, após movimentos políticos na França que a fazem ter que sair fugida do país.

Doze anos Babette vive assim, até o dia em que ganha no Grande Prix a soma de 10 mil francos e, com esse dinheiro, resolve oferecer para as "patroas" um jantar tipicamente francês. As irmãs acabam aceitando, não sem recear o que um jantar "tipicamente" francês quer dizer, afinal vivem uma vida frugal.

O jantar é realizado. Todos ficam satisfeitos. Mas, o medo de perder sua cozinheira, agora rica, ainda ronda a mente das irmãs... Será que Babette irá embora? Ou, mesmo com dinheiro, ficará em companhia dessas pessoas que foram sua "família" durante esses doze anos?

O conto de Karen Blixen tem 55 páginas, na edição portátil da Cosac Naify, e tem uma narração fluida e sem grande ação dramática, mesmo em seu momento de climáx. Poderíamos considerar que é um conto calmo, se esses adjetivos fossem usados para qualificar textos literários. Tudo gira em torno desse vilarejo e da simplicidade da vida dessas pessoas e dessas irmãs, filhas de um influente representante religioso já falecido.

Acredito que A festa de Babette seja muito mais um dizer sobre o sentimento que um artista tem diante do seu fazer, do que qualquer outra coisa. É pura realização por meio da Arte e do Outro.


Gostou da dica de leitura? Já leu o livro? Comenta aí embaixo e vamos conversar! 
 Não deixe de curtir a nossa página no FB e de se inscrever no nosso canal no youtube.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ronrone à vontade.