07 dezembro 2015

Prince Lestat, Anne Rice

Prince Lestat é o retorno de Anne Rice às crônicas vampirescas que foram iniciadas, nos EUA, no ano de 1976 com a publicação de Interview with the Vampire (Entrevista com o Vampiro, publicado no Brasil pela Editora Rocco, assim como todos os outros livros da série).

Depois de um hiato de pouco mais de 10 anos desde o último volume publicado, Blood canticle (2003), Anne Rice retoma o mundo dos vampiros mostrando as principais mudanças que estes sofreram após os eventos narrados em Queen of the Damned (1988).

Como bem lembramos e é retomado logo no início do livro, os vampiros têm uma história, uma gênesis em comum que os une e acaba lhes trazendo com o tempo o sentimento de povo e sociedade. Eles não se veem mais como proscritos, amaldiçoados filhos das trevas condenados ao isolamento. Há o crescente sentimento de pertencimento a alguma coisa maior.

Isso vai se tornando mais presente com o surgimento de uma Voz que começa um novo Burning (Incineração) de vampiros mais novos em vários cantos do globo. Mas por quais motivos isso faria com que o sentimento e o desejo de se tornarem de fato um povo unido uma realidade mais forte e palpável entre aqueles que vagam pela noite?

Devemos nos lembrar de que todas as crônicas sempre foram referenciadas dentro dos próprios livros, são de conhecimento das personagens e inclusive são creditadas a alguns dos vampiros que enchem as obras com suas histórias e passagens. Assim, todos do mundo vampírico conhecem a história da Rainha Akasha e de como os anciões a derrotaram, pondo fim ao holocausto que aquela estava promovendo após ter sido despertada por Lestat e suas canções videoclipes.

Novamente urgem pedidos de que os anciões façam alguma coisa, que olhem por eles (jovens vampiros). Imploram para que Lestat faça alguma coisa. Se perguntam onde ele anda? O que ele está fazendo, que não os ajuda novamente contra essa Voz que incita o ódio entre os vampiros? Lestat o vampiro famoso e adorado por todas as criaturas.

Este é o mote de Prince Lestat. A tomada de consciência, não só dos vampiros enquanto uma comunidade, mas em vários outros sentidos como vemos ao longo do romance. A busca por uma unidade, nesses novos tempos.

Tanto no início como no final do livro há “anexos” que explicam termos, personagens e coloca a cronologia das crônicas.

***

Esse novo romance das crônicas vampirescas é muito interessante, mantem o tom que sempre existiu na obra de Rice, mesmo com o lapso de mais de dez anos o último livro e pouco mais de 25 anos de Queen of the Damned, do qual poderíamos considerar filiado direto. E dá rumos e explicações às personagens sem parecer que o retorno foi o de simplesmente abastecer o mercado editorial e os bolsos de dinheiro.

Também é interessante perceber que o trabalho de tradução brasileira é de excelente qualidade. Prince Lestat é o primeiro livro das crônicas que li diretamente em inglês, uma edição paperback (o que seria mais ou menos a nossa de bolso) da Anchor Books, e não senti dificuldades e nem estranhamentos no que se refere ao estilo, tom ou qualquer outra coisa referente à construção da obra. O que mostra que o problema das edições brasileiras está mesmo no trabalho de revisão do texto.

Falando em edição brasileira, Prince Lestat será lançado agora no mês de dezembro pela Editora Rocco, sob o título Príncipe Lestat e seguindo o design da capa americana.

Gostou do texto? Não? Quer sugerir alguma coisa? Deixe um comentário!

Aproveite e também curta a página do FB e se inscreva no nosso canal do youtube

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ronrone à vontade.