09 novembro 2015

Sr. Daniels – Brittainy C. Cherry

Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina.
Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã.
 Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil. A atração é imediata, e, depois de um encontro romântico, os dois compartilham não só o amor pela música e por Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis.
Sem saber o que esperar de sua nova vida, mas com um pouco de esperança, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel – o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida – é o Sr. Daniels, seu professor de inglês. 
Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.

Publicado pela editora Record, Sr. Daniels é um romance new adult. Pela sinopse, percebe-se um roteiro não exatamente original, mas ainda assim prestativo, traça uma boa relação entre amor e perda.

Já no primeiro capítulo, a autora apresenta ao leitor Ashlyn, a protagonista, numa situação delicada: o velório de sua irmã Gabby. E ao contrário do que se espera, Ashlyn, em sua narração, fica devaneando sobre como o funeral está sendo tediante...
Funerais eram chatos. Observei uma formiga caminhar pelo degrau mais alto, parecendo tonta e confusa, andando sem rumo. (p.15)
A partir de seu relato e suas digressões, Ashlyn cativa o leitor. Em especial quando revela uma de suas características mais marcantes: sua paixão por livros.
 Mamãe se sentou na primeira fila [...] Nós não tínhamos nos falado desde que Gabby ficou toda egoísta e resolveu morrer. Ela sempre gostou mais da minha irmã. Não era segredo. Gabby gostava das coisas de que minha mãe gostava, como maquiagem e reality shows. Estavam sempre rindo juntas e se divertiam muito, enquanto eu ficava sentada no sofá da sala lendo meus livros.(p.14)
Mas a narrativa também apresenta o olhar de Daniel, ainda que menos frequente se comparados aos capítulos em que Ashlyn é a narradora, sua voz soma um ritmo diferente à trama, pois sua perspectiva sobre os acontecimentos, em especial sobre sua perda, é mais breve; por vezes, até mais objetivo.
Há dois tipos de luto. Aquele em que a pessoa abria seu coração para o mundo, sem deixar de dar voltas às coisas, e vivia cada dia como se fosse o último. E aquele em que a pessoa se fechava e vivia em seu próprio mundo, incapaz de conectar com os outros. Eu definitivamente não tinha escolhido a primeira opção.(p.47)
Ainda que tenha dois personagens centrais, o enredo apresenta muitos fios de conflito; cada personagem vive o seu de modo particular e a forma como os fios se ligam, permite aos personagens entender e superar as intempéries da trama.

Brittainy começa sua narrativa muito bem amarrada, mas no decorrer da trama deixa algumas pontas soltas. Dentre elas, a que mais lamentei foi a forma como ela num primeiro momento deixou que Gabby estivesse presente na narrativa, tanto pela memória da irmã como pelo conteúdo da caixa misteriosa, para depois abandonar essa relação  em detrimento do romance do casal central.

Contudo, Sr. Daniels abrange os sentimentos básicos do leitor: imperfeições, espontaneidade, mágoa, luto, atração, egoísmo... Com muita sensibilidade Brittainy C. Cherry consegue algo muito caro para quem busca dentro das páginas do livro - mais que uma história de amor - uma maneira de tentar lidar com a contingência fundamental da vida: a necessidade de aprender a lidar  e sobreviver cada perda.

Curtiu a postagem? Deixe um comentário! Não deixe de curtir a nossa página no FB e nem de se inscreverem no nosso canal do youtube

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ronrone à vontade.