19 abril 2013

Soneto 04

Pietro Aretino

fonte da imagem: sensualiz-arte

Este caralho é mais do que um tesouro!
É o bem que pode me fazer feliz!
Este sim é que é bem de Imperatriz!
Vale esta gema mais que um poço de ouro!

Acode-me, caralho, que eu estouro!
Vê se encontras o fundo da matriz;
Um caralho pequeno se desdiz
Quando na cova quer guardar decoro.

Estás dizendo a verdade, ó mulher,
Quem caralho pequeno em cona enfia
Merece, de água fresca, um bom clister.

Esses devem foder cu, noite e dia.
Já quem o tem, como eu, brutal, feroz.
Somente na boceta se sacia.

Sim, é verdade, mas
O caralho nos dá tanta alegria
Que nossa gula o quer na frente e atrás.


ARETINO, Pietro de. Sonetos Luxuriosos. Tradução, Introdução e Notas de José Paulo Paes. São Paulo: Cia.das Letras, 2000.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ronrone à vontade.