04 abril 2013

O primeiro livro (amor) de Laurinha


E se um grupo de pessoas resolvessem se reunir para fazer um livro, pra comemorar os 21 anos de uma editora? Bom, foi isso que aconteceu, quando a Gráfica e Editora Hamburg completou a sua maioridade completa, lá pelos idos de 1988... a feitura do livro "O mistério da fábrica de livros", escrito pelo Pedro Bandeira.

O livro conta a história de Laurinha, apaixonada por Adriano, seu primeiro namorado, o qual, ela imagina, a trocou por Lúcia, uma menina da sexta série, imaginem só! Da sexta série!

Entristecida e desiludida, Laurinha acaba indo pro lugar onde experienciou bons momentos com Adriano, o bosque de eucaliptos, onde ela ganhou o seucalipto, com um coração flechado com as iniciais de Laurinha e Adriano, gravados a canivete.

Mas qual não é a surpresa de Laurinha, ao chegar no lugar onde deveria estar o seucalipto e só encontrar tocos de árvores, ao lado de pilhas e pilhas de toras...

Pobre Laurinha, mais desilusão!

Eis que, então, surge um anjinho da asa quebrada, que nem o do Monteiro Lobato, mas que antes foi um saci e depois foi um elefante...

Ilustração do livro, p. 30.
É esse anjinho da asa quebrada, que começa a ajudar Laurinha a descobrir o que acontecerá com o seucalipto dela, e então, juntos eles adentram no maravilhoso e fantástico processo de confecção do papel.

Durante o processo de feitura do papel, Laurinha tem a maravilhosa ideia de fazer o livro dela, contando toda a sua história e do seucalipto e, pra isso, passa a receber ajuda de vários amigos que fazem parte do mundo dos livros...

Com o seu livro pronto e super extasiada, Laurinha parte em busca de Adriano, querendo entregar tudo o que ela sente e que encontra-se naquele livro, mas acontece que, ao bater na casa do menino, ela dá de cara com Lúcia!

No dia seguinte, no caminho para a escola, ela e Adriano acabam se encontrando e conversando e, então, Laurinha fica sabendo que...











Título: O mistério da fábrica de livros
Autor: Pedro Bandeira
Editora: Hamburg
Páginas: 86

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ronrone à vontade.