16 abril 2012

Saudade


Gilka Machado

De quem é esta saudade
que meus silêncios invade,
que de tão longe me vem?

De quem é esta saudade,
de quem?

Aquelas mãos só carícias,
Aqueles olhos de apelo,
aqueles lábios-desejo...

E estes dedos engelhados,
e este olhar de vã procura,
e esta boca sem um beijo...

 De quem é esta saudade
que sinto quando me vejo?

(in Velha poesia, 1965)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ronrone à vontade.