26 janeiro 2012

O modelo


- Você não deve dar muita importância à primeira vez. Acho que toda essa importância foi criada pelas pessoas que queriam preservar as filhas para o casamento, junto com a ideia de que o primeiro homem que possui uma mulher terá completo poder sobre ela. Acho que é uma superstição. Foi criada para preservar as mulheres da promiscuidade. Trata-se de uma falsidade completa. Se um homem puder se fazer amado, conseguir excitar uma mulher ela será atraída por ele. Mas o mero ato de desvirginá-la não é suficiente para conseguir isso. Qualquer homem é capaz de deflorar uma mulher sem sequer excitá-la.

O modelo. In: NIN, Anaïs. Pequenos pássaros: histórias eróticas. Porto Alegre: L&PM, 2007. p. 76

4 comentários:

  1. Está certo! A mais pura verdade!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Tem que dar importância sim, não mais e nem menos do que qualquer outra 'vez'. Queira ou não, marca. Como todo e qualquer momento novo da vida ( o casamento, a menstruação, a gravidez...)
    Quanto a disvirginar... Excitar é muito mais do que 'desvirginar'... isso é um fato, e uma das coisas que diferencia aqueles que ficam e aqueles que vão, por que excitar sua mulher é demonstrar carinho e preocupação em faze-la sentir o mesmo prazer... Enfim, há muito o que se discutir sobre isso.

    ResponderExcluir
  4. Penso que, a primeira vez, para uma mulher é meio q traumática, não por conta da dor, ou do medo, mas por ser uma descoberta - a qual vc vai ver depois que outras transas espetaculares virão e que de certa forma, deixa uma impressão ruim da primeira, pq as outras foram mto melhores (rs), mas, certamente é marcante e tem seu valor social; nossa, tem mto a ser dito. Concordo com a Fabíola em td!

    ResponderExcluir

Ronrone à vontade.