21 janeiro 2012

O direito ao segredo

O direito ao segredo. É preciso respeitá-lo. Sobretudo quando se sabe que o segredo é uma necessidade nata, que nasceu com o outro, que é a respiração do outro. Os nomes nada têm a ver, aqui. Seja sábio, não dê nomes (não pergunte).


TSVETÁIEVA, Marina. Vivendo sob o fogo: confissões. São Paulo: Martins, 2008. p. 304.


Encontrado em: Música para ler.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ronrone à vontade.