31 janeiro 2009

Amour tu m'aimes?


Hans: Louis, tu me amas?
Louis: Porque disso? E tu me amas?
Hans: Sim, muito! Porque não consigo me imaginar sem ti, na minha vida.
Louis: Hum... e amas á mim, somente?
Hans: Claro que sim! Mas ainda não me respondestes.
Louis: Eu gosto muito de ti...
Hans: Contudo não me amas, não é?
Louis: Hans, não sei se posso amar quem quer que seja, porém gosto muito de ti, de verdade, senão não estaríamos juntos todo este tempo. Acho que é o mais proxímo do amor que eu posso chegar ou ter chegado.
Hans: Hum... [olhando pro teto]
Louis: Não fiques assim [aconchegando-o ainda mais ao peito], eu gosto muitissímo de ti, e para o teu azar não penso em deixar-te nunca, nem cogito esta idéia, mon ange!
Hans: [escondendo o rosto no peito de Louis] Que bom, porque eu te amo demais, mais do que posso suportar, até.
[...]

postado originalmente em: danpostki

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ronrone à vontade.